Continue na linha

– Alô?
– Oi, sou eu. Preciso que me de 5 minutos. Não precisa falar nada, apenas me ouça durante esse tempo. Tudo bem para você?
– 4 minutos e 58 segundos lhe restam
– Bom, eu to aqui pra me desculpar pela montanha de erros que eu venho cometendo nos últimos tempos. Eu sei, não precisa respirar com esse ar de que sempre soube. Você sempre tentou me alertar mas você me conhece, sou metida a sabe-tudo e quero sempre ir além do que os outros dizem que é onde eu devo parar. É o meu jeito, sempre acabo colocando os pés pelas mãos quando estou apaixonada. Tenho essa necessidade súbita de dar o meu melhor e acabar esquecendo de mim, da gente…

Você estava e está completamente certa. Me decepcionei com a Marta, a Aline, a Paula e até mesmo com a Julieta. Isso mesmo que você ouviu, aceitei que a Julieta foi um erro. Talvez o maior de todos os outros. Eu sei, eu sei, não adianta rir, você também me avisou disso. Na verdade, me perdoa por ter gritado com você quando me alertou sobre ela? Eu estava louca de paixão, não enxergava um dedo a minha frente. Acabei descontando em você toda a aflição que eu estava vivendo naquele momento.

Eu não posso voltar no tempo. Até porque se eu pudesse eu não voltava, acabei aprendendo muito com todas elas, principalmente com a Paula e a Julieta. Elas me ensinaram a ouvir mais ao invés de só falar (perdi as contas de quantas vezes você me alertou sobre) mas me ensinaram também a entender que o amor não é o suficiente quando não há admiração. Essa é a palavra: admiração.

Queria que soubesse que não há ninguém que me conheça melhor e que eu admire mais que você. Já me enganei achando que outras pessoas pudessem me conhecer como você. Quer dizer, até que me conheciam sim mas apenas naqueles momentos previsíveis. É que você está comigo a tanto tempo que acabo me esquecendo as vezes o quanto você é importante.

Eu sei que por mais que eu acumule muitos erros, você é a unica que jamais desistirá de mim. Eu te decepciono tanto que fica até difícil de confiar em mim mais uma vez porém eu peço: confie em mim, não vou te decepcionar de novo. Aprendi que devo te ouvir em primeiro lugar, deixando de lado todo o resto e sei que assim caminharemos muito tempo juntas com muitas brigas, choros e risadas ao longo dessa caminhada.

– Esse ano é o nosso ano.

Não há nada nem ninguém que me ame, que me entenda e que esteja comigo mais do que eu mesma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s